Suíça

#316 Conheça o passeio para observar animais na Suíça

A região de Interlaken, na Suíça, e conhecida como a capital da aventura no país. Além de encher os olhos com suas belas montanhas, lá também é possível participar de passeios para observar os animais selvagens da região.

De junho a outubro, a montanha Niederhorn torna-se um dos principais pontos de observação animal. Com a privilegiada vista do Lago Thun e dos Alpes da região, o passeio torna-se ainda mais atraente.

Interlaken, na Suíça

A região de Interlaken, na Suíça, e conhecida como a capital da aventura no país – Crédito: Switzerland Tourism

(mais…)

Anúncios

#411 Null Stern: um hotel sem teto e nem parede

O que é mais importante para você em um hotel? Um banheiro espaçoso no quarto, um restaurante legal ou um teto já basta? No Null Stern você não vai encontrar nada disso, pois o hotel se resume a uma cama e nada mais.

ZERO_STAR_HOTEL_Landversion_2016_09©Null_Stern (3)

O Null Stern fica no meio das montanhas

O Null Stern está localizado em Safien, na Suiça, e é isso mesmo que você leu: uma cama, instalada em meio às montanhas. O “hotel” não tem banheiro, nem restaurante, nem televisão, nada. Quem precisar tomar um banho, pode se refrescar em um riacho próximo. A cerca de dez minutos de caminhada é possível encontrar um restaurante de montanha, onde você pode fazer suas refeições e usar o banheiro. Quem não quiser andar até lá vai precisar recorrer à natureza.

ZERO_STAR_HOTEL_Landversion_2016_06©Null_Stern

Hóspedes e mordomo no “hotel”

O projeto foi criado pelos artistas Frank e Patrick Riklin e pelo profissional em hospitalidade Daniel Charbonnier. Sob o lema “the only star is you” (a única estrela é você, em tradução do inglês), a proposta é oferecer uma algo diferente e repensar o conceito de luxo. Aqui, o luxo é a experiência em si e também um mordomo que está a disposição 24 horas por dia. É só chamá-lo quando precisar de algo. Ele também é responsável por levar o café da manhã, que consiste em sanduíches com salames locais.

ZERO_STAR_HOTEL_Landversion_butlerservice_2016_08©Null_Stern

Café da manhã

No caso de chuva, a reserva será cancelada. Se chover repentinamente, no meio da noite, o mordomo vai ao socorro do hóspede e o abriga em um chalé nas proximidades.

E se você está pensando que a falta de tudo nesse “hotel” faz com que seu preço seja pequeninho, se enganou. Uma diária no Null Stern custa 250 francos suíços, o que dá aproximadamente R$800 no câmbio de hoje.

Onde: Null Stern, Safien, Suiça

#29 Geneva Hostel – Genebra, Suíça

O Geneva Hostel está instalado em um edifício histórico do século XIX. É bem grande, com 336 camas espalhadas por quartos duplos, quádruplos e dormitórios com seis, oito, 10 e 12 camas. Alguns possuem banheiro individual, outros compartilhado.

geneva_quarto coletivo

Um dos quartos coletivos do Geneva Hostel – Crédito: Reprodução/Facebook Geneva Hostel

O hostel está localizado em uma região central, bem próximo ao Jet d’Eau, aquele jato d’água no lago Léman, uma das atrações da cidade. Do terraço do hotel é possível ver o espetáculo.

Os dormitórios possuem beliches com um nível de conforto normal. Há armários individuais no corredor e para abri-los é necessário utilizar um cartão fornecido no check-in.

geneva_quarto individual

Um dos quartos individuais do Geneva Hostel – Crédito: Reprodução/Facebook Geneva Hostel

No hostel há máquina de lavar roupa, sala de televisão e internet. Também há estacionamento privativo, mas é necessário pagar. Quem não quiser colocar a mão no bolso pode deixar o carro na rua mesmo, há vagas bem próximas do hostel.

geneva sala comum

Área comum do Geneva Hostel – Crédito: Reprodução/Facebook Geneva Hostel

As diárias custam a partir de aproximadamente R$128 (36 francos) para uma pessoa em quarto compartilhado, com café da manhã incluso. Antes que você diga que o preço está alto, lembre-se: na Suíça tudo é caro!

Para mais informações acesse o site www.genevahostel.ch.

Onde: Geneva Hostel, Genebra, Suíça

Quanto custa: A partir de 36 francos (R$128) com café da manhã incluso

#26 Comida de graça em Milão – Milão, Itália

IMG_2034

Tram del Gusto, iniciativa promovida pela Suíça em Milão

Milão está sediando até o final de outubro a edição atual da Expo, a exposição mundial que reúne diversos países para discutir um tema. Desta vez é a nutrição, então já dá para imaginar uma série de eventos ocorrendo pela cidade com esta temática.

Uma iniciativa bem legal é o Tram del Gusto, promovido pela Suíça. Tram é uma espécie de trem pequeno que circula pela cidade, tipo um bondinho. Mas este daqui aproveita para divulgar as delícias suíças.

Até o dia 4 de julho dá para participar de um (ou vários) dos quatro eventos diários promovidos por eles, como o aperitivo suíço, a merenda para as crianças com queijo suíço e o break com queijo da Suíça. Dá até para participar de um concurso e ganhar um tour exclusivo no trenzinho, regado a muito queijo suíço, é claro. Só é preciso se cadastrar no site e escolher as datas, horários e eventos que te interessam.

Eu participei do break com queijo da Suíça (break con formaggi dalla Svizzera). O tram fica parado numa rua quase em frente ao Duomo de Milão, bem no centro da cidade. Uma funcionária checou as reservas de todos e ficamos esperando dentro do tram, que é todo decorado com motivos suíços, como vaquinhas, sinos e bandeiras da Suíça. O lado de fora também é todo pintado de vermelho.

Neste dia nem todos que reservaram apareceram e a funcionária convidou algumas pessoas que estavam passando por lá para participar. Eles deram a dica de que, se um evento já estiver com reservas esgotadas no site, é possível chegar uns 10 minutos antes e esperar por uma desistência. Se houver lugar é só embarcar!

Pratinho com sete tipos de queijos suíços

Pratinho com sete tipos de queijos suíços

O tour começou e todos recebemos uma bandejinha com sete diferentes tipos de queijos suíços e o chef que fez a apresentação pediu que não comêssemos todos de uma vez e sim degustássemos enquanto ele explicava sobre o queijo. Os queijos iam desde os bem conhecidos Emmentaler e Gruyère, até outros mais particulares, como o Tête de Moine, um queijo cortado em fatias bem finas em formato de flor e que é feito em apenas nove casas de produção no mundo.

Enquanto comíamos, o tram passeava pelo centro de Milão e o chef explicava sobre os queijos e contava algumas curiosidades. Ele contou, por exemplo, como surgem os buracos característicos do Emmentaler. Segundo ele, todos os queijos produzem gases durante sua produção, mas esses são expelidos naturalmente. No caso do Emmentaler, é colocada uma espécie de proteção em volta dele, que impede a saída dos gases, formando os buraquinhos.

O passeio durou cerca de 40 minutos e eu achei uma experiência bem legal. Além de comer queijo suíço de graça \o/ também aprendi algumas coisas sobre eles. O único porém é que a palestra é toda em italiano, mas como comer não depende de idioma, dá para ir lá de boa.

Onde: Tram del Gusto, Milão, Itália
Quando: Até o dia 4 de julho. É preciso reservar no site http://iltramdelgusto.it
Quanto: Gratuito