Canadá

#307 Conheça oito hotéis temáticos ao redor do mundo

Já pensou em se hospedar em um guindaste na Europa? Ou em uma “nave espacial” aqui mesmo no Brasil? O buscador de passagens aéreas momondo criou uma lista com oito hotéis temáticos ao redor do mundo bem curiosos. Dá uma olhada!

Pousada Espaço Naves Lunazen (Chapada dos Veadeiros, Goiás)

Já pensou em ficar hospedado em uma nave espacial? Pode parecer impossível, mas uma pousada em Alto Paraíso, na Chapada dos Veadeiros, oferece essa experiência. Na mesma latitude de Machu Picchu, o espaço conta com construções arredondadas feitas com ferro e cimento bastante similares a espaçonaves. Para manter o ar lúdico, seus quartos são batizados com nomes sugestivos como Nave Mãe, Galáctica e Área 51. O lugar oferece design e arquitetura bastante interessantes, enquanto transmite paz, sossego e muita tranquilidade.

Pousada Espaço Naves Lunazen

Pousada Espaço Naves Lunazen

(mais…)

Anúncios

#412 Dicas para quem vai fazer intercâmbio em Toronto – Toronto, Canadá

Por Willians Glauber

Quando eu decidi que queria fazer intercâmbio pra fazer inglês lá fora, pra praticar o que eu já tinha aprendido aqui no Brasil, eu tinha em mente Nova York, nos EUA. Afinal, eu poderia matar dois coelhos com uma cajadada só: conhecer o lugar dos meus sonhos e aprimorar o idioma. Mas, conforme fui visitando as agências de intercâmbio, me diziam que se eu queria realmente estudar inglês, ter prática com a língua inglesa, Nova York não seria o lugar mais indicado, por conta das inúmeras influências de outras culturas e países no idioma. Me disseram que o inglês de lá era poluído, com muitas gírias, expressões com influências latinas, além do fato de que havia muitos brasileiros pelo lugar. E eu não queria de jeito nenhum sair daqui do Brasil para ficar falando português lá fora.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

“Times Square” de Toronto

Foi então que me apresentaram Toronto, uma metrópóle canadense que era conhecida por ser a Nova York do Canadá, com todos os aparatos de uma cidade grande e sem os tantos brasileiros que circulavam lá nas terras novaiorquinas. Foi então que decidi por Toronto! Vi algumas fotos, pesquisei alguns vídeos, conheci o site da escola e fiquei bastante satisfeito.

Quando cheguei lá, realmente a quantidade de brasileiros era mínima, ouvi pouco português durante os 30 dias que fiquei por lá, sem tirar que, na escola onde estudei, uma das normas era a de que no máximo dois alunos da mesma nacionalidade podiam ficar na mesma sala.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Casa Loma, onde foram filmadas partes do filme X-Men 

Estudar em Toronto foi uma abertura de portas para mim no sentido de enxergar que havia um mundo enorme inexplorado para quem dominava a língua inglesa. Aquele clichê de que tendo inglês você se torna cidadão do mundo é a mais pura verdade. Graças ao idioma, lá em Toronto, pude me comunicar com árabes, franceses, chineses, japoneses, libaneses, mexicanos, espanhóis, italianos. Outra característica da cidade, que é um mega presente extra pra quem vai estudar lá: o contato com dezenas de culturas de toda parte do mundo. Toronto é basicamente composta por imigrantes, que se mudam para lá em busca de qualidade de vida e melhores condições de trabalho.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

CN Tower

E deixo aqui uma dica valiosa: se você já domina o inglês ou qualquer outro idioma, não vá ao país para testar sua capacidade na língua ou aprimorá-la. Aproveite o intercâmbio para usar seu segundo ou terceiro idioma com o intuito de conhecer outra cultura, estudar outras coisas que não o idioma em si. Ah, outra dica: fique em uma casa de família que viva no lugar, que more lá há algum tempo. Isso vai te dar um gostinho de como é viver naquela cidade e te forçar a usar o idioma literalmente até para comer.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Zoológico de Toronto

Sobre minha visão de Toronto e as características da cidade que me chamaram atenção

A primeira coisa que me saltou aos olhos foi a qualidade estrutural da cidade. O transporte público funciona, é barato, é eficiente, é pensado com o intuito de as pessoas não precisarem de carro para circular pela cidade. Não quis traslado do aeroporto até a casa da família em que fiquei, quis ter a experiência toda de estar em uma cidade e o fato de Toronto ter transportes públicos eficientes me ajudou muito! Pegar ônibus em Toronto é muito fácil. O mapa do metrô, apesar de confuso, ajuda bastante na hora de se locomover entre as diferentes estações. Por falar em metrô, ele funciona todos os dias até à 1h, e aos domingos as estações abrem apenas às 9h.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Porto do Lago de Ontário 

Na cidade você não verá trânsito, isso não existe em Toronto! Poucos carros circulam pelo lugar e não há aquele caos de carros se amontoando nas ruas, justamente porque o transporte público funciona muito bem, as pessoas usam carro nos finais de semana ou para viajar.

Outra coisa que me chamou muito a atenção foi a solicitude e acolhimento dos moradores de Toronto para com os estrangeiros. No meu primeiro dia de aula, um senhor chegou a fechar a bilheteria da estação de metrô em que estava trabalhando para me ajudar a encontrar o meu destino. Ele fechou a bilheteria, pegou um livro com mapas da cidade e me ajudou a encontrar o lugar. Antes de eu viajar, me disseram que lá em Toronto eu poderia parar qualquer um na rua para pedir informações que todos iriam me ajudar de bom grado. Constatei isso ao vivo, todos a quem eu pedi informação foram muito simpáticos ao me ajudarem. Outro fato interessante e que exemplifica a educação dos torontonianos. A cidade pode ser acessada inteiramente por caminhos subterrâneos, que ligam as estações de metrô a lojas, restaurantes, shoppings e todo tipo de estabelecimentos, e por conta do ar condicionado desses lugares, precisamos abrir e fechar portas o dia inteiro: as pessoas seguram a porta para você passar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A caminho das Cataratas do Niágara

Toronto tem tanta coisa incrível que fica até difícil listar. A cidade é repleta de semáforos para pedestres, ela é, digamos, uma cidade bem pedestre friendly, até mesmo na frente dos estacionamentos há semáforos para os pedestres. E as regras valem para todos na hora de obedecer as leis de trânsito por lá. Atravessar na faixa de pedestres quando o sinal ainda está verde para os carros gera multa para os infratores, portanto se estiver em Toronto espere o sinal ficar verde para você.

As ruas são muito limpas, a cada cinco metros existe uma lixeira de coleta seletiva para que as pessoas depositem seus lixos. Uma curiosidade interessante sobre a cidade é que as casas noturnas só vendem bebidas alcoólicas até as duas horas da manhã, e justamente por isso é comum ver jovens entortando as pernas de bêbados já às oito ou nove horas da noite.

Onde: Intercâmbio em Toronto, Canadá

#188 Saiba como economizar em passagens aéreas de acordo com o site Voopter

O Voopter é um comparador de preços de passagens aéreas e fez um levantamento sobre as tendências de viagem em 2016. Os resultados foram baseados no banco de dados do site.

Em 2015, os meses que mais tiveram promoções de passagens aéreas foram março, maio e setembro e isso deve se repetir em 2016. Voos nacionais de ida e volta saíam a partir de R$ 62, enquanto hoje o preço mais barato é R$ 116. Já para os destinos internacionais, o melhor mês foi maio, com vários voos por menos de R$ 1.000. Para este ano, a dica é ficar de olho nos feriados prolongados de março, abril e maio, que já são considerados meses de baixa temporada, ou seja, com mais chances de ter tarifas em conta.

Outra dica é ficar ligado nas promoções relâmpago feitas pelas companhias aéreas nacionais. A maioria é realizada a cada 15 dias e durante os fins de semana (das 18h de sexta-feira até às 8h da segunda), mas geralmente são para capitais com muitos voos disponíveis, como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Curitiba. Ainda assim valem a pena: há diversas passagens de ida e volta por menos de R$ 200.

rio-de-janeiro-809756_1920 (1)

As companhias aéreas costumam fazer promoções relâmpago para grandes capitais como Rio de Janeiro

Enquanto o dólar subia, muitos turistas passaram a buscar os países latino-americanos. Segundo o Voopter, a preferência pela Argentina diminuiu e tanto o Chile quanto o Uruguai começaram a chamar mais a atenção. A recuperação do peso argentino frente ao Real e o fato de Buenos Aires já ser bastante conhecida pelos brasileiros são alguns dos fatores que levaram a essa mudança. Para se ter uma ideia, em 2015 Montevidéu foi o destino sul-americano com a tarifa mais barata, a partir de R$ 281 (ida e volta, sem as taxas). O Peru também ganhou mais atenção dos usuários no ano passado, com passagens promocionais de ida e volta por menos de R$ 800, e a tendência é continuar se destacando em 2016.

volcano-657895_1920

Vulcão Villarrica, no Chile

Quem procura sossego em uma praia paradisíaca deve ficar atento às promoções para Aruba, Curaçao, Panamá e outros destinos do Caribe. De acordo com o levantamento do Voopter, devem ser realizadas várias promoções com preços menores do que R$ 1.000. Hoje já é possível encontrar passagens a partir de R$ 613 ida e volta, sem as taxas. Tarifas para Cartagena e San Andrés, na Colômbia, também devem cair e podem chegar a menos de R$ 700 este ano.

lagoon-911963_1920

Curaçao, no Caribe

Além dos queridinhos entre os brasileiros, destinos da Ásia e do Canadá prometem figurar na lista de destaques para 2016. Por conta da notícia da mudança do visto canadense, que a partir de março facilitará muito a entrada de turistas no país, e a queda no preço médio das passagens (30% em 2015), a tendência é que o número de viagens ao país aumente. O mesmo deve ocorrer para destinos asiáticos. Com a chegada de companhias aéreas árabes (como Emirates, Qatar e Etihad) ao Brasil, a oferta de voos aumentou bastante, além de ter proporcionado preços mais competitivos e menos tempo de viagem. Em 2015 foram feitas três grandes promoções para a China e o Japão, com tarifas de ida e volta por menos de R$ 2.500.

quebec-1001798_1920

O Canadá poderá ser mais procurado pelos brasileiros em 2016. Na foto, o Castelo de Fronsac, em Quebec

Neste início de 2016, algumas promoções já estão disponíveis: passagens de ida e volta para Miami podem ser encontradas a partir de R$ 895 segundo os dados do Voopter, a previsão é de que a partir de março destinos como Nova York, Las Vegas e Los Angeles também apresentem queda nos preços.

Se pretende ir a algum desses lugares, procure dicas aqui no site. Há, por exemplo, avaliação de hotel em Lima (Peru), em Punta Arenas (Chile), hotéis e restaurantes em São Paulo, entre outros.

Onde: Saiba como economizar em passagens aéreas de acordo com o site Voopter

Quando: Ano de 2016

#50 Ônibus low cost – Europa, Estados Unidos e Canadá

Você sabia que existe um ônibus low cost na Europa? O Megabus oferece viagens nacionais e internacionais por preços bastante atrativos, é possível encontrar passagens a partir de 1 euro!

Na Europa o Megabus opera na Bélgica, Inglaterra, França, Alemanha, Luxemburgo, Países Baixos, Irlanda, Escócia, Espanha e País de Gales. No mês passado também começou a operar na Itália, mas, por enquanto, os italianos poderão desfrutar apenas das viagens domésticas.

Um dos ônibus da Mega Bus em operação na Inglaterra

Um dos ônibus da Mega Bus em operação na Inglaterra

Na Itália são 13 as cidades atendidas pelo Megabus. Dá para ir, por exemplo, de Milão a Nápoles por apenas 1 euro. Ou de Veneza a Roma pelo mesmo preço. As passagens de trem, por outro lado, custariam a partir de 50 euros nos dois trechos.

Mas vamos à parte ruim. A viagem entre Milão e Nápoles, que duraria 4h15 horas indo de trem, dura 12h45 de ônibus. A de Veneza a Roma dura 3h45 de trem e 8h15 de ônibus. Mas se você tem tempo sobrando e não se importa de passar várias horas de ônibus vale a pena. Também há trechos noturnos, então dá para ir dormindo o caminho todo e acordar lá no destino.

IMG_0288

Dá para ir de Veneza (foto) a Roma pagando apenas 1 euro por trecho

Dentro da Inglaterra dá para ir, por exemplo, de Cambridge a Oxford pagando 1 euro. A viagem tem duração de 3h55. Por 5,5 euros dá para ir de Leicester a Manchester e a viagem dura 3h30.

A Alemanha também tem percursos domésticos bem baratos. Dá para ir de Berlim a Munique pagando apenas 1 euro, com tempo de viagem de 8h50. Pelo mesmo preço é possível viajar de Berlim a Hanover e a viagem dura 3h15.

Entre as viagens internacionais há, por exemplo, passagens de Paris para Amsterdam por 11 euros, em percurso com duração de oito horas. Pagando 13,50 euros dá para ir de Toulouse, na França, para Barcelona, na Espanha, e a viagem tem duração de 5h15. Por 28 euros dá para ir de Munique a Amsterdam e a viagem dura 16h45.

O Megabus também opera nos Estados Unidos e no Canadá. Uma viagem entre Nova York e Toronto, por exemplo, pode custar U$25 e leva 11h50. Também dá para ir de Las Vegas a Los Angeles por apenas U$5. A viagem tem duração de 5h15.

Uma viagem entre Nova York (foto) e Toronto pode custar U$25

Uma viagem entre Nova York (foto) e Toronto pode custar U$25

As passagens devem ser compradas pelo site e há uma taxa de 0,5 euros para fazer a reserva. Quanto antes você comprar a passagem, maior é a probabilidade de encontrar os preços mais baratos. Antes de comprar verifique as condições de cancelamento e alteração e a franquia de bagagem, que é de 25 quilos + uma bolsinha a bordo. Não é nem preciso dizer que é imprescindível estar com seu passaporte, pois há controle nas fronteiras entre os países.

Onde: Ônibus low cost. Opera na Itália, Bélgica, Inglaterra, França, Alemanha, Luxemburgo, Países Baixos, Irlanda, Escócia, Espanha, País de Gales, Canadá e Estados Unidos
Quanto: Há tarifas a partir de 1 euro. Para comprar acesse o site http://uk.megabus.com