Buenos Aires

Buenos Aires ganha hotel moderno e com preços acessíveis

Mirando os “nômades digitais”, jovens que trabalham conectados e tem a flexibilidade de se deslocar pelo mundo, a rede de hotéis Selina abriu seu primeiro hotel na Argentina no final de 2018.

(mais…)

#21 Hotel Embajador, Buenos Aires, Argentina

O Embajador Hotel está localizado no bairro do Retiro, em uma avenida bem movimentada de Buenos Aires. São 52 quartos de tamanho médio equipados com ar condicionado, televisão, internet, frigobar.

O hotel fica a cerca de 10 minutos de distância do Terminal Retiro, a rodoviária de Buenos Aires. Para chegar ao aeroporto Ezeiza são 45 minutos e até o Aeroparque são 15 minutos.

hotel embajador recepção

Recepção do hotel

Quase em frente ao hotel há um ponto de ônibus com opções para o centro, que não é muito distante de lá. O Retiro também está próximo do bairro Recoleta, um dos mais bonitinhos da cidade.

hotel embajador banheiro

Banheiro de um dos quartos

 

O valor de US$67 da diária incluía o café da manhã, que tinha itens normais como suco, café, leite, frios e mediaslunas, como são chamados os croissants pelos argentinos.

hotel embajador quarto

Um dos quartos

Resumindo, não há nada de errado com o hotel, a localização está boa, o serviço e o quarto são ok e o valor da diária está honesto.

Para mais informações acesse o site www.embajadorhotel.com.ar.

Onde: Hotel Embajador, Buenos Aires, Argentina

Quanto custa: Diárias para uma pessoa custam cerca de US$67

#742 Preço médio das diárias no Brasil tem queda de 6%

O site de reservas Hotéis.com revelou uma pesquisa que mostra que o preço médio pago por diária no Brasil caiu 6%. Dos 30 destinos domésticos mais populares, 18 tiveram queda, incluindo muitas das cidades-sede da Copa do Mundo, como Belo Horizonte (R$ 184), Recife (R$ 233), Fortaleza (R$ 267) e Salvador (R$ 233).

Pela primeira vez na história do relatório chamado Hotel Price Index (HPI), Ipojuca (R$ 473), conhecida pela famosa praia de Porto de Galinhas, desbancou o Rio de Janeiro (R$ 471), que teve uma queda de 6%, e ficou no topo da lista de cidades com maior preço médio por diária.

Brazil_Porto-de-Galinhas©-Setur-Turismo-Pernambuco

Porto de Galinhas – Crédito: Divulgação/Setur

Entre os poucos destinos onde os viajantes pagaram mais por hospedagem está Foz do Iguaçu (R$ 259). A principal atração local, as Cataratas do Iguaçu, registrou o maior número de visitantes na última década, passando de 980.000 visitantes em 2004 para 1,5 milhões em 2015. Outros pontos turísticos populares, onde os viajantes investiram mais em acomodação são: Balneário Camboriú (R$ 313), em Santa Catarina, e Gramado (R$ 428), no Rio Grande do Sul.

foz-do-iguacu-221288_1920

Foz do Iguaçu, no Paraná

A desvalorização do real em relação a outras moedas, como o dólar e o euro, contribuíram para atrair mais viajantes, brasileiros e estrangeiros, para destinos no Brasil. A Copa do Mundo também pode ter afetado o índice, já que é normal haver queda de preços após um evento de grandes proporções. A situação econômica nacional também estimula hotéis a fazerem promoções para alavancar suas vendas.

new-york-668616_1920

Nova York, nos Estados Unidos

O índice global mostra que em todo o mundo o preço médio das diárias em 2015 aumentou 1%. Dos 80 destinos internacionais listados como os mais populares entre os brasileiros, 27 eram dos Estados Unidos. Orlando, com um preço médio de R$ 325 por noite, Nova York (R$ 792) e Miami (R$ 612), ocuparam o topo do ranking de popularidade. Já do lado financeiro da tabela, Montevidéu, no Uruguai apresentou o melhor preço por noite, com R$ 265, seguido de Bogotá, na Colômbia (R$ 272), Buenos Aires, na Argentina, e Bangkok, na Tailândia, ambas com valor médio de R$287.

Onde: Preço médio das diárias no Brasil tem queda de 6%

#188 Saiba como economizar em passagens aéreas de acordo com o site Voopter

O Voopter é um comparador de preços de passagens aéreas e fez um levantamento sobre as tendências de viagem em 2016. Os resultados foram baseados no banco de dados do site.

Em 2015, os meses que mais tiveram promoções de passagens aéreas foram março, maio e setembro e isso deve se repetir em 2016. Voos nacionais de ida e volta saíam a partir de R$ 62, enquanto hoje o preço mais barato é R$ 116. Já para os destinos internacionais, o melhor mês foi maio, com vários voos por menos de R$ 1.000. Para este ano, a dica é ficar de olho nos feriados prolongados de março, abril e maio, que já são considerados meses de baixa temporada, ou seja, com mais chances de ter tarifas em conta.

Outra dica é ficar ligado nas promoções relâmpago feitas pelas companhias aéreas nacionais. A maioria é realizada a cada 15 dias e durante os fins de semana (das 18h de sexta-feira até às 8h da segunda), mas geralmente são para capitais com muitos voos disponíveis, como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Curitiba. Ainda assim valem a pena: há diversas passagens de ida e volta por menos de R$ 200.

rio-de-janeiro-809756_1920 (1)

As companhias aéreas costumam fazer promoções relâmpago para grandes capitais como Rio de Janeiro

Enquanto o dólar subia, muitos turistas passaram a buscar os países latino-americanos. Segundo o Voopter, a preferência pela Argentina diminuiu e tanto o Chile quanto o Uruguai começaram a chamar mais a atenção. A recuperação do peso argentino frente ao Real e o fato de Buenos Aires já ser bastante conhecida pelos brasileiros são alguns dos fatores que levaram a essa mudança. Para se ter uma ideia, em 2015 Montevidéu foi o destino sul-americano com a tarifa mais barata, a partir de R$ 281 (ida e volta, sem as taxas). O Peru também ganhou mais atenção dos usuários no ano passado, com passagens promocionais de ida e volta por menos de R$ 800, e a tendência é continuar se destacando em 2016.

volcano-657895_1920

Vulcão Villarrica, no Chile

Quem procura sossego em uma praia paradisíaca deve ficar atento às promoções para Aruba, Curaçao, Panamá e outros destinos do Caribe. De acordo com o levantamento do Voopter, devem ser realizadas várias promoções com preços menores do que R$ 1.000. Hoje já é possível encontrar passagens a partir de R$ 613 ida e volta, sem as taxas. Tarifas para Cartagena e San Andrés, na Colômbia, também devem cair e podem chegar a menos de R$ 700 este ano.

lagoon-911963_1920

Curaçao, no Caribe

Além dos queridinhos entre os brasileiros, destinos da Ásia e do Canadá prometem figurar na lista de destaques para 2016. Por conta da notícia da mudança do visto canadense, que a partir de março facilitará muito a entrada de turistas no país, e a queda no preço médio das passagens (30% em 2015), a tendência é que o número de viagens ao país aumente. O mesmo deve ocorrer para destinos asiáticos. Com a chegada de companhias aéreas árabes (como Emirates, Qatar e Etihad) ao Brasil, a oferta de voos aumentou bastante, além de ter proporcionado preços mais competitivos e menos tempo de viagem. Em 2015 foram feitas três grandes promoções para a China e o Japão, com tarifas de ida e volta por menos de R$ 2.500.

quebec-1001798_1920

O Canadá poderá ser mais procurado pelos brasileiros em 2016. Na foto, o Castelo de Fronsac, em Quebec

Neste início de 2016, algumas promoções já estão disponíveis: passagens de ida e volta para Miami podem ser encontradas a partir de R$ 895 segundo os dados do Voopter, a previsão é de que a partir de março destinos como Nova York, Las Vegas e Los Angeles também apresentem queda nos preços.

Se pretende ir a algum desses lugares, procure dicas aqui no site. Há, por exemplo, avaliação de hotel em Lima (Peru), em Punta Arenas (Chile), hotéis e restaurantes em São Paulo, entre outros.

Onde: Saiba como economizar em passagens aéreas de acordo com o site Voopter

Quando: Ano de 2016

#33 Hotel BA Soho Rooms – Buenos Aires, Argentina

Um dos bairros mais legais de Buenos Aires, capital da Argentina, é o Palermo Soho. Lá a vida noturna é agitada, há várias lojinhas bacanas e outlets para economizar. Durante minha estada fiquei no BA Soho Rooms, um bed & breakfast bem bonitinho e não me arrependi. O hotel está localizado perto da Praça Serrano, onde há vários bares, restaurantes, lojas de design e uma feirinha. O famoso restaurante La Cabrera também fica bem próximo.

Feirinha que é realizada na Praça Serrano

Feirinha que é realizada na Praça Serrano

Nós chegamos à noite e como não há recepção, fomos recebidos pela camareira, a sra. Agustina. Me pareceu que ela morava lá. Subimos as escadas que levam ao hotel – não há elevadores – e ela nos acompanhou ao nosso quarto. Lá encontramos uma cartinha dos proprietários explicando que nos atenderiam na manhã seguinte. O BA Soho Room possui poucos quartos e metade deles tem banheiro privativo, como o meu. As acomodações são simples, mas limpas e arrumadas. O café da manhã, incluso no preço da diária, não é estilo buffet, eles dão aos hóspedes alguns croissants (ou medialunas, como são chamados pelos argentinos), doce de leite, suco, café. Foi nessa hora que uma das donas veio conversar com a gente, nos deu um mapa da cidade e assinalou pontos de interesse e serviços que poderíamos precisar como caixas eletrônicos nas redondezas, supermercado e pontos de ônibus. Apesar das limitadas opções, para mim o café da manhã foi satisfatório e bem gostoso, afinal um bom doce de leite pode nos ajudar a começar bem o dia!

Um dos quartos do BA Soho Rooms

Um dos quartos do BA Soho Rooms

Todos os quartos possuem ar condicionado, aquecimento, televisão e internet sem fio. O hotel também possui uma cozinha que pode ser utilizada pelos hóspedes. Uma dica: é possível negociar a tarifa por e-mail.

Para mim a relação qualidade/preço foi bem satisfatória neste hotel e eu ficaria hospedada aqui de novo. Não tivemos nenhum problema durante a nossa estada, há café da manhã, está próximo de muitos pontos de interesse no bairro e é fácil pegar transporte coletivo para outras partes da cidade. Para quem tem intenção de sair à noite é excelente, pois há uma vasta opção de bares e baladinhas nas redondezas.

Área onde é servido o café da manhã e salinha comum

Área onde é servido o café da manhã e salinha comum

Na época eu paguei 180 pesos em um táxi do aeroporto Ezeiza até o hotel. Mas também é possível combinar previamente com o BA Soho e utilizar os serviços de um motorista indicado por eles. Desta forma o preço já é tabelado.

Mais informações podem ser obtidas no site do hotel www.basohorooms.com.ar.

E você, tem algum hotel para indicar em Buenos Aires? Deixe suas sugestões nos comentários!

Onde: Hotel BA Soho Rooms. J.A. Cabrera, 5004, 2ºB. Buenos Aires, Argentina