#143 Especial Expo 2015: Pavilhão Suíça – Milão, Itália

O pavilhão da Suíça da Expo 2015 tem um conceito bem legal. Eles quiseram mostrar de forma prática os efeitos do consumismo e criaram um pavilhão que foi sumindo ao longo da exposição.

A área total do pavilhão suíço é de 4433m2 e o ponto alto são as quatro torres repletas de alimentos. Funciona assim: nós entramos num elevador e somos levados até a parte mais alta da primeira torre (todas têm quatro andares). Somos introduzidos a uma salinha repleta de sachês de café Nestlé e uma monitora nos dá as instruções. Podemos pegar quanto quisermos, mas se fizemos isso, outras pessoas ficarão sem. Eu, sinceramente, fiquei sem graça de encher a bolsa, mas tem gente que não liga não. Depois passamos para uma sala com saquinhos com maçã desidratada, depois uma com sal. Na outra sala, a da água, há uma porção de copinhos e uma torneira. Lá somos incentivados a dividir o copo com outra pessoa.

Caixas com saquinhos de café

Caixas com saquinhos de café

Quando a monitora diz que se pegarmos quanto quisermos outras pessoas ficarão sem, ela realmente quis dizer isso. As torres foram divididas em quatro andares e cada um seguiu um cronograma para ser aberto. Então, se os produtos acabassem antes da data para a abertura do próximo andar, quem entrassem ali não encontraria nada. E como eu disse, tem gente que não se importa não. Após duas semanas de abertura da Expo, que ocorreu em 1º de maio, as maçãs e os copos já tinham sido todos levados e foi preciso esperar até 16 de junho para tê-los de novo a disposição dos visitantes. Os produtos da suíça são gratuitos, mas não infinitos.

Caixas com sal

Caixas com sal

“Na Expo nos focamos na inteligência dos visitantes. Do nosso observatório penso que passamos uma mensagem clara e uma reflexão original, abordamos o tema da escassez de recursos, do desenvolvimento sustentável, da responsabilidade individual e coletiva. A visita às torres é uma experiência social forte e que os visitantes não esquecem facilmente”, explicou o embaixador suíço Nicolas Bideau.

O que acontece se levarmos muitas maçãs ou se dividirmos

O que acontece se levarmos muitas maçãs ou se dividirmos

No total foram colocados nas torres 1.344 milhões de saquinhos de sal, 2,5 milhões de saquinhos de Nescafé, 350 mil copos e 420 mil saquinhos com mação desidratada. As maçãs e os copos acabaram totalmente no dia 10 de outubro. Até a semana passada havia sido consumido 43% do café e 53% do sal.

Além das torres, o pavilhão suíço tem uma área relax, onde há apresentações musicais quase diariamente e atividades para as crianças. Uma sala para exposições mostra aspectos da Suíça para os visitantes, como o turismo e o desenvolvimento.

Atividades para as crianças

Atividades para as crianças com os famosos lápis Caren D’Ache

E não podemos esquecer o restaurante com pratos típicos. Há, por exemplo, fondue com queijo gruyère e vacherin fribourgeois, carpaccio de carne de vaca suíça, seleção de queijos e mousse de chocolate suíço para terminar. Por 4,50 é possível comprar um tradicional raclette na parte take away.

Até a semana passada o pavilhão da Suíça havia recebido 1,9 milhões de visitantes e a estimativa é atingir 2 milhões até o final da Expo, que ocorre no dia 31 de outubro. Isso quer dizer que um e cada 10 visitantes que estiveram no evento foram visitar os suíços.

Apresentação no pavilhão da Suíça

Apresentação no pavilhão da Suíça

Na metade deste ano, a Suíça criou uma iniciativa bem interessante para divulgar seu pavilhão e o país em Milão. Um trenzinho levava as pessoas a darem uma volta pelo centro da cidade enquanto participavam de alguma atividade. Fizemos um post sobre a degustação de queijos que pode ser lido aqui.

A Expo será realizada até o dia 31 de outubro e está aberta de segunda a sábado das 10h às 23h e aos domingos até a meia noite. O ingresso inteiro custa 34 euros se você escolher a data da visita ou 39 euros para ser usado qualquer dia. Também é possível comprar para dois dias consecutivos pagando 57 euros. O ingresso noturno (entrada a partir das 18h) custa 5 euros. Os ingressos podem ser comprados nas bilheterias da Expo ou online. Caso escolha comprar pelo site o pagamento só pode ser feito com cartão de crédito e é necessário imprimi-los e apresentar na entrada.

Leia nosso post completo com informações da Expo 2015 aqui. E também os posts sobre outros pavilhões, como o do Brasil aqui.

Onde: Expo 2015, Milão, Itália
Quando: Até o dia 31 de outubro
Quanto: Os ingressos inteiros custam entre 5 euros e 39 euros. Não há custos adicionais para entrar no pavilhão. Mais informações no site www.expo2015.org/it/biglietti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s