#140 Especial Expo: Pavilhão Japão – Milão, Itália

O pavilhão do Japão é também um dos mais visitados da Expo (já dissemos isso sobre o Brasil e a Alemanha, mas ele também está no mesmo ranking), então já sabem: há filas enormes na porta. Na época em que a Expo não estava assim tão cheia a espera podia chegar a duas horas. Agora o cenário não deve ser mais animador.

As visitas ao pavilhão são feitas em grupos e demoram 50 minutos. São oito salas no total e algumas delas são interativas. Os japoneses apostaram nos efeitos visuais, como no primeiro espaço, onde há uma bela projeção de vitórias régias e outras plantas e que enchem todo o ambiente.

Os efeitos visuais estão muito presentes no pavilhão do Japão

Os efeitos visuais estão muito presentes no pavilhão do Japão

Saindo desta sala, um corredor exibe em suas paredes uma série de comidas típicas japonesas, separadas por tipos de alimento, como carne bovina, carne de frango, verduras, entre outras. É interessante, pois mostra além do sushi e sashimi tão conhecidos por nós brasileiros.

Painel com alimentos utilizados pelos japoneses

Painel com alimentos utilizados pelos japoneses

No final do pavilhão há um teatrinho. Nós somos acomodados em mesas de restaurante e cada um ganha um hashi, os palitinhos japoneses. Uma tela começa a exibir uma série de alimentos e podemos conhecer mais sobre eles e tentar “pegá-los” com os hashi. Enquanto isso, dois atores fazem uma performance no meio do salão.

Layout do teatro do pavilhão japonês

Layout do teatro do pavilhão japonês

Depois da visita, dá para comer alguma coisa no pavilhão. O restaurante japonês é amplo e lembra um fast food, com grandes balcões (é preciso fazer e retirar o pedido lá) e com vista para a cozinha. Há uma série de pratos típicos do Japão. Uma opção econômica é a Shiratama Zenzai, uma sopa que custa 5 euros. Quem estiver mais rico pode pedir o famoso bife Wagyu, que custa 40 euros. No dia da minha visita havia um stand do lado de fora do restaurante oferecendo degustação de sake. O que eu provei era bem gostoso, mas igualmente forte.

Uma dica: antes de visita-lo baixe o aplicativo do pavilhão no endereço www.expo2015.jp. Desta forma dá para acessar algumas informações adicionais.

Aplicativo: interatividade com os visitantes

Aplicativo: interatividade com os visitantes

A Expo será realizada até o dia 31 de outubro e está aberta de segunda a sábado das 10h às 23h e aos domingos até a meia noite. O ingresso inteiro custa 34 euros se você escolher a data da visita ou 39 euros para ser usado qualquer dia. Também é possível comprar para dois dias consecutivos pagando 57 euros. O ingresso noturno (entrada a partir das 18h) custa 5 euros. Os ingressos podem ser comprados nas bilheterias da Expo ou online. Caso escolha comprar pelo site o pagamento só pode ser feito com cartão de crédito e é necessário imprimi-los e apresentar na entrada.

Leia nosso post completo com informações da Expo 2015 aqui. E também os posts sobre outros pavilhões, como o do Brasil aqui.

Onde: Expo 2015, Milão, Itália
Quando: Até o dia 31 de outubro
Quanto: Os ingressos inteiros custam entre 5 euros e 39 euros. Não há custos adicionais para entrar no pavilhão. Mais informações no site www.expo2015.org/it/biglietti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s